Fisioterapia Deborah Dotto - Logo

O seu bem estar é a nossa prioridade.



DTM (Disfunção Temporomandibular) e DOR OROFACIAL

DTM

As Disfunções Temporomandibulares (DTM) caracterizam-se pela presença de distúrbios funcionais que geram dor da musculatura mastigatória e dos músculos craniocervicais e limitam o movimento da articulação temporomandibular.

Na articulação temporomandibular, a fisioterapia atua na redução da inflamação e da dor, nas cefaléias (dores de cabeça) e alguns tipos de zumbidos, nos processos degenerativos, na melhora da coordenação dos movimentos mandibulares, no pós-operatório de cirurgias, na melhora da mobilidade articular, na correção biomecânica e na reeducação e conscientização postural.

No tratamento da DTM, além da articulação temporomandibular, são envolvidas também outras estruturas como a cintura escapular, a cervical e o crânio. As formas de se obter os melhores resultados são com a Terapia Manual, a Osteopatia e o trabalho postural, através das técnicas de Reeducação Postural Global e das Cadeias Musculares de Léopold Busquet.

As Cadeias Musculares de Léopold Busquet e a RPG (Reeducação Postural Global) atuam como fator de prevenção e correção das alterações biomecânicas, objetivando melhorar o posicionamento da cabeça e da coluna cervical, reduzindo os esforços musculares e articulares impostos às articulações envolvidas, mostrando-se eficazes no controle da dor.

A Osteopatia avalia a mobilidade da articulação temporomandibular (ATM), observando as restrições articulares e o comportamento dos músculos de todas as estruturas envolvidas no processo. Após a avaliação das disfunções, o Osteopata estará em condições de realizar o tratamento que, rapidamente, leva ao alívio da dor e ao aumento da amplitude articular.

Profissional responsável:
Voltar